sábado, 5 de dezembro de 2009

HOMOSSEXUALISMO


Homossexualismo, atração ou afinidade pelo mesmo sexo.

O que falar sobre isso? Antes de tudo, que o preconceito é a porta que se abre para a ignorância e se fecha para a sabedoria.

Ser homossexual nem sempre é uma opção pessoal.

Embora toda a evolução, ainda não há na ciência nenhum conhecimento que leve ao diagnóstico e controle sobre a homossexualidade.

O que se percebe é que há uma variedade de casos e de motivos que levam uma pessoa a tornar-se homossexual.

Há os casos de ordem genética ou orgânica, de onde resultam homens que dispõe de uma grande carga de hormônio feminino e que desenvolvem características e comportamentos efemininados. Nas mulheres, nem sempre a evidência de hormônio masculino está diretamente associada ao homossexualismo.

Os casos de ordem psicológica e emocional ocorrem geralmente quando há no histórico pessoal da vida da criança ou do jovem uma causa que leva a um conflito sobre os seus sentimentos e uma confusão sobre o direcionamento sexual.

É por exemplo os casos onde a figura da mãe representa a bondade, o carinho, a justiça, enquanto que o pai, representa a violência, a grosseria ou mesmo a ausência. È natural a criança, dotada de uma grande sensibilidade, optar por assemelhar-se por aquele que ela julga o melhor. Independente do seu sexo, a criança inconscientemente fará a sua escolha. O menino poderá optar por seguir o exemplo feminino da mãe, ou , também pode ocorrer da menina não se permitir ser igual a esta para não vir a sofrer e, assumir então para si uma postura masculina.

Alguém que passou por isso merece ser discriminado? Não lhe basta o conflito interno pelo qual vive?

Carece antes, é se aceito e valorizado como ele, ou ela é. O que precisa é de orientação para aprender a se respeitar. O que não se admite é vulgarização, nem de homossexual, nem de heterossexual.

Outros casos são dos intitulados bissexuais. Aqui, trata-se realmente de uma opção sexual. O que temos são pessoas que, na maioria das vezes tornam-se viciadas por experiências sexuais fortes e diversificadas. O bissexualismo é talvez o único caso em que podemos atribuir ao indivíduo a responsabilidade pela decisão da sua sexualidade.

Embora, também nos casos de muitos bissexuais, hajam muitos históricos de vida social e familiar que precisam ser avaliados para se compreender o que conduz um indivíduo a este tipo de vida. Mas, para ele há sempre a possibilidade de opção.

Muitos jovens que se tornam homossexuais poderiam não sê-los se tivessem mais atenção e mais orientação familiar.

Não se trata, portanto, de admitir ou de condenar o homossexualismo. É o caráter das pessoas que deve ser avaliado. Pode haver homossexuais de excelente caráter, assim como heterossexuais que não valem nada como seres humanos.

(Ivana Lucena)

13 comentários:

Voltrotz disse...

Eita bixiga taboca! rsrsrs

Amei, simplesmente AMEI!

*vou divulgar no fórum agora!!!*

LUZIVANIA disse...

Muito bom o texto companheira,esse é um assunto que me choca muito,vivêncio um problema sobre o tema abordado, e por mais que eu seja esclarecida sempre fico chocada,mas ninguém pede pra nascer com essa opção, nós que aqui estamos é quem temos que nos adaptarmos á essas condiçõe.A vida continua...Parabéns pelo blog...muito bom

Jorge Guimaraes - Advogado disse...

Gostei muito, texto suave de fácil aceitação e compreensão. Irei colocar no meu blogesta sua postagem, vez que adorei, também irei postar no Jornal O Rebate, com os devidos créditos. Parabéns!!!!

JOSE AUGUSTO CAVALCANTE disse...

IVANA, eu vejo o homossexualismo por uma ótica reencarnatória. Espíritos que se reencarnam várias vezes como mulher e por dívidas espirituais do próprio espírito ou por dívida de uma família machista e preconceituosa. Para evolução do próprio espírito e da própria família ele pede para nascer como homem. porém traz os resquícios das reencarnações anteriores. Como delicadeza feminina, voz, mãos, pernas, rosto, gestos, enfim, uma tendencia feminina. Isso não quer dizer que ja nasça homossexual. Mas que traz uma grande possibilidade de se tornar um homossexual.

Ivana disse...

Muito bom mesmo o texto! Realmente é um assunto polemico e que leva as pessoas a tomar opiniões preconceituosas ou opiniões próprias. É interessante o que você3 falou sobre a questão familiar, aqui na rua a um caso bem parecido com isso que você descreveu. Um menino que atribuiu p/ si os jeitos e modos dá mãe por achar a postura do pai violenta e agressiva, mas há mais um ponto agravante p/ essa postura q que ele aderiu, que é o fato de conviver mais com a mãe ou com os avós e de manter mais contato com mulheres e meninas da idade dele. Acho q isso também pode ser levado em conta, né? hehehe. O interessante é que ele vai a uma sexóloga e é de certa forma continua com os modos femininos, sem perceber. ^^ Gostei muito, polêmico mesmo. hehehe. T o próximo post! E num esquece de me avisar XD

M.Pix disse...

Concordo com o Jorge,muito bem escrito..Se todos fossem como a senhora muitas "tragédias" familiares poderiam ser evitadas.Por mais que amem seu filho preferem que tudo aconteça com ele, menos que seja homossexual;ocorrem agressões ,tanto por parte de familiares quanto de alguns grupos radicais [como os skinheads];são expulsos de casqQuando que o mais fácil seria sentar para conversar e tentar entender que não mudou nada ,ainda continua sendo seu filho.

Parabéns!²

Anônimo disse...

pensar na homosexualidade é perfeitamente normal, bem como normal é encontrar um homosexual, é normal respeita-lo e trata-lo com dignidade, podemos inclusive dizer que hj é comum a homosexualidade... até por que normal é diferente de comum. normal é de normativo, que vem de norma que é ligado a regra, ou seja um padrão, por isso é comum e não normal ser homosexual a normalidade vem na eterosexualidade que uma função biologica plena, com fins plenos no animal biologico da raça humana assim como no cachoro ou no cavalo. o comum é o cultural que permite adaptaçõa e recriação... por isso cultural e cmum pode ser, mas normal não pode ser por que normal remete a natural, natural remete natureza e a natureza é biologica e feita para geração e procriação pra a perpetuação.
apologetica crítica.

Anônimo disse...

Bem! Eu creio em Deus e em tudo que a Bíblia diz. E nela fala que Deus fez um home e uma mulher, Ele não fez dois homens e nem duas mulheres, Ele fez macho e femea para se multiplicar na terra. E TUDO que Deus faz é absolutamente perfeito e bom!
Ai vc pode me perguntar: Então Deus não ama os homossexuais? E eu te respondo: Com certeza AMA, mas abomina o pecado e tudo que destroi o que Ele fez e AMA.

Por tanto, vamos pensar como seria ou como será a terra se homens casarem com homens e mulheres com mulheres???
Compreende então que o homossexualismo não pode ser uma coisa normal e nem tão pouco uma disfunção. Não estou querendo dizer que devemos odiar, julgar ou condenar, devemos sim AMAR, pois foi isso que o Senhor Jesus veio nos ensinar. AMAR nosso semelhante, independente de cor,"raça" ou escolha sexuais.
Creio sim que o AMOR pode mudar e fazer diferença.

Vaninha, parabéns pelo texto. Sou sua fã, vc sabe. E adoro tudo que vc escreve!

Um xero!

Pablo disse...

É um discurso muito rico, como sempre minha tia muito bem afida em suas palavras...

Concordo que muitas vezes problemas pscicológicos levam um ser a seguir caminhos errados muitas vezes não só em relação a opção sexual como também com relação a religião, drogas enfim...

Mas diante da leitura deixo minha opinião sobre o tema: Nunca a sociedade ira ver homosexualismo como algo normal, como diria Rui Normal é o homem com uma mulher, isso é bíblico e é da natureza animal...
Todo mundo tem um certo preconceito nem que seja pequeno mas tem um preconceito com gays...No ambiente de trabalho se tem algum os demais não se chegam muito, em um ônibus se alguém ver um gay sentado ninguém senta ao lado... ninguém se assusta em ver um cara namorando uma moça na praça como também ninguém ver como algo normal um homem namorar outro homem na praça... Algém aí já viu alguma PARADA DOS HETEROS SEXUAIS...? Se os gays são "NORMAIS" pra que esse tipo de esposição, na minha visão os próprios gays tem um comportamento de se isolar da sociedade por ser diferente, depois aparece pra sociedade e diz "nós somos normais, devemos ser tratados como pessoas normais"

Será mesmo que isso é normal, apesar de já ser tão comum nos tempos atuais, e será mesmo que eles querem ser tratados como pessoas normais...? Fica a dúvida...


Att,

Pablo Lima

elora disse...

Nossa, sem palavras, muito bem elabora, escrito perfeitamente, bem pesquisado, tudo lindo, perfeito... amei, amei e amei *---*

Silvana Costa disse...

Ivana, concordo plenamente com você. Acho que os homossexuais não devem ser discriminados pela sua opção sexual.Muito pelo contrário, ele deve ser aceito e respeitado nessa nossa sociedade medíocre, que discrimina o homossexual e respeita as pessoas sem caráter. Essas sim devem ser discriminadas e denunciadas,pois existem muitos casos, aliás, acredito eu,que a maioria dos homossexuais são pessoas dignas de respeito,de bom cárater e principalmente bom filho. Eu sou uma pessoa totalmente contra o preconceio. Acho que isso não leva a nada. Todo mundo tem o direito de ser o que quiser e de fazer o que quiser, contanto que não prejudique outras opções. Deus nso deu livro abítrio para fazermos o que quizermos da nossa vida, sem que prejudique outras pessoas. As pessoas preconceituosas não são totalmente felizes. Bjão

Anônimo disse...

Ai gente, o texto é realmente lindo, muito mesmo! Mas no texto praticamente inteiro foi falado que homossexualismo é uma opção e não é bem assim! é claro que algumas pessoas escolhem o que querem mas com muitas outras não se é dado esse direito de escolha. Eu nasci assim, não pude escolher se vou gostar de homem ou de mulher.....Se eu pudesse, claro que escolheria ser normal e não ter que aguentar pessoas homofobicas e atos de preconceito contra mim, mas.....sou como sou
e tenho muito orgulho, TENHO ORGULHO DE SER GAY! =)

Anônimo disse...

Pelo contrário, logo no início do texto lemos "homossexualismo nem sempre é uma opção sexual e o tempo inteiro ela traz a preocupação em declarar isso para dissipar os preconceitos a respeito. O que a autora coloca como "responsável por sua decisão" é o bissexualismo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...