terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

POESIA: Saudades de mãe


No silêncio ao redor
quando todo o barulho
de cadeiras arrastando
objetos caindo
gritos
discussões
risadas
e conversas
cessaram

vem a saudade deste

Ah, barulho...
tu que no acontecer me incomodava
me faz falta agora

Saudade breve
Tudo se fará novamente
quando as filhas voltarem da escola

Como será dura
a saudade longa
quando elas saírem para a vida

(Ivana Lucena)

9 comentários:

Jussara Marques disse...

Ai... quase chorei... li aqui para minha mãe ela também gostou muito!
A foto das meninas também está linda.
Aff bando de mulher linda!

Ivana disse...

Nossa! Muito bonito mesmo. Fico imaginando como é olhar os cantos e sentir que esta faltando as pessoas ali... fazendo zuada, conversando ou mesmo só de bobeira. uhahuauhauha. Minha mãe diz que qdo esta em casa sozinha (pq eu e meus irmãos todos estamos fora pela manhã), ela escuta nossas vozes, ou mesmo por vezes as teclas do computador. huauahauhaahu. Saudade é uma coisa muito incrível mesmo. ^^ Adorei XD

Javier disse...

Siento la belleza de tus versos aunque casi se me escapa el significado de las palabras. Será porque yo también añoro a mi hija. Un abrazo.

----------

Eu sinto a beleza de seus poemas, mas quase me escapa o significado das palavras. Será porque eu sinto falta da minha filha. Um abraço.

elora disse...

Oooouwn, minha mamãe, é assim que me sinto longe de você *--* queria poder nunca sair para vida.

Tathyana disse...

Que poesia Linda ^^
Quase chorei aqui :/
Parabéns Ivana !
Tathy :)

Anônimo disse...

está de Parabéns ;)
Muito liindo seu Blog :D
essa poesia é MUITO LINDA *-*'
cooncerteza , tem mais uma fã ;)

Renata .

Anônimo disse...

Oiiii Ivana!!!!!!
Mulher!!!!!! Saber falar dos filhos é muito bom. Mas falar tranformando em poesia, excepcional!!!! Parabéns, poetisa!!!!!!!
Bjssss!!!!!! (Mary)

arissa disse...

Ain amei... axo q é assim q a minha mãe se sente um pouco, ou um muito ñ sei bem, sei q hj sinto uma saudade danada de tudo isso... SAUDADE DE FILHA ....

vovo cibernetica disse...

Olha Ivana essa poesia meche com os nossos sentimentos.
Eu bem sei como essa saudade doi.
Antes com um grande brulho e Hoje só resta as lembranças deles.
Ainda bem que vem a segunda e no meu caso ja a terceira geração.
Parabens pela poesia Beijo non coraçãp

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...