sexta-feira, 7 de maio de 2010

POESIA: Esperança




Espero a chuva cair novamente
Esqueci que havia plantado sementes
Quase pisei
Quase esmaguei os sonhos que brotavam
o solo ainda está seco
mas o céu se cobre de nuvens agora
sopra o vento frio
renova-se aos poucos
a fé dessa humilde lavradora
esperança é o que cultivo

2 comentários:

Javier disse...

Hermoso post, Ivana. Me recuerda las innumerables veces que, mirando a mi alrededor y viendo sólo desierto, me he olvidado de la vida que encierra la tierra bajo esa apariencia. Es cierto, sólo hay que sembrar, cuidar y tener paciencia.

Gracias por sus amables palabras.
---------
Lindo post, Ivana. Lembro-me inúmeras vezes, olhando ao redor e ver deserto só, eu esquecer a vida que mantém a terra sob essa aparência. É verdade, basta o plantio, cuidado e paciência.

Obrigado pelas suas amáveis palavras.

Anônimo disse...

Oi Vaninha!
Como sempre gosto de tudo que vc escreve!
Linda poesia!
A Bíblia fala que na nossa boca a poder de vida ou de morte, então caba a nós lançarmos sementes(PALAVRAS)boas, ara nós e para as pessoas que nos rodeam.
Que tal começar agora mesmo, lançar sementes (PALAVRAS)sobre minha vida, rs! rs!rs! SEMENTES BOAS, É CLARO!
UM XERO BEM GRANDE DESSA SUA IRMÃ E ADMIRADORA! TE AMO MUITO E LANÇO SOBRE SUA VIDA SEMENTES DE AMOR E PROSPERIDADE!

LUSINEZ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...