quinta-feira, 18 de novembro de 2010

UM GATINHO ABANDONADO

Estava no carro, vindo do trabalho quando a minha filha liga comunicando que encontrou um gatinho cego, abandonado. Perguntou o que deveria fazer. A única coisa que eu tinha certeza era de que não poderíamos devolvê-lo para o abandono.

Não sei o que fazer com ele. A minha casa é pequena, quase um apartamento, sem quintal e sem jardim. 

Neste momento temos duas gatas (a Nega e a Branca) que também seriam abandonadas se não as tivéssemos acolhido. Tem, ainda, a Gigele com seus quatro cachorrinhos. É bicho demais para pouco espaço e para uma casa onde todo mundo passa o dia inteiro fora.

O meu desejo era que aparecesse alguém que quisesse cuidar dele e cria-lo. Sei que isso é muito difícil, é preciso ser uma pessoa muito sensível para se propor a isso.

Hoje as meninas levaram-no em um Pet shop e mostram-no para o veterinário que estava lá, ele informou que o gatinho não é cego, mas que está com uma infecção forte, que precisa ser tratada. Prescreveu uns remédios.

Tenho receio que possa pegar nos filhotinhos de Gigele. Ele garantiu que não passa para cachorros nem para gente. Mas tem as gatas, também.

Tentamos pedir ajuda ao Zoonozes e a informação que recebemos foi de que se levarmos ele para lá será para o sacrifício. Lá não trata, apenas mata.

O que eu faço?

O meu prazer era vê-lo lindo, tratado, bem cuidado e feliz.

                                                     (foto retirada do site  Free2use-it.com)

4 comentários:

Néia (Dulci) disse...

Olá Ivana, que situação heim! percebo que se houvesse espaço vc o adotaria imediatamente. O ideal então é encontrar alguém por perto disposto a cuidar do bichano, tarefa nada fácil, mas espero que dê tudo certo.
Estive aqui para conhecer seu blog, gostei muito dos seus textos, parabéns!
Um abraço

vovo cibernetica disse...

Oi Ivana fiquei penalizada pelo gatinho. Se estivesse morando aí com serteza o adotaría pois gosto muito de criar gato.Quando cheguei aqui não tinha gato mas Deus é bome mandou uma gatinha ciamês gravída e poucos dias depois ela deu cria de 3 lindos gatinhos iguais a ela raciados .Já apareceu uma pessoa pra criar um e os outros dois estão comigo ele são lindos. Eu creio que Deus vai
honrar essa sua genoridade sem limite e vai aparecer quem o adote
Com muito carinho lhe envio um abraço de admiração .Sou sua amiga e fã

Ivana Maria disse...

Estou triste para comentar aqui que o gatinho, infelizmente, não resistiu.
A gente já havia decidido cuidar dele e medicá-lo até ficar bom e conseguirmos um lar para ele.
O bichinho nem se alimentava direito, só através de uma seringa. Tinha também muita dificuldade para respirar. Foi uma perda muito triste para todas nós, mas ele estava sofrendo muito.

Catiane disse...

Olá Ivana, visito seu blog pela 1 vez - conheci atraves do depoimento no http://bichinhosprecisamdelar.blogspot.com . Muito bom saber se existe pessoas disposta a adotar a fazer o bem como vc. Se nao fosse tarde me canditaria a ser "mae" de um dos filhores. Q pena sobre o gatinho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...