sábado, 6 de novembro de 2010

UMA VISITA DESESPERADA CHAMADA SAMUEL

             Esta é a segunda vez que ele vem passar o final de semana na minha casa. Quando o trouxe pela primeira vez a minha preocupação era de que chorasse sentindo a falta da mãe. Logo descobri que o problema seria o de conseguir convencê-lo a voltar para a sua casa.
            Samuel é filho de uma amiga de trabalho, tem cinco anos, é uma gracinha, de cor morena, cabelinho bem curtinho e no sorriso, um dentinho quebrado.
            Mesmo antes de vir para cá, todo mundo já o conhecia através das histórias que eu contava dele.
            Enquanto a sua mãe trabalha fazendo a limpeza na escola, Samuel é visita frequente na direção. Algumas vezes me atrapalha, mas na maioria é uma alegria. Apaixonado por livros, sempre chega de mansinho com aquela pergunta: - Tu sabe ler? – E lá vou eu ler alguma coisa para ele. Quando estou muito ocupada tiro um livro da estante e o entrego para que “leia” sozinho. O problema é que essa “pseudo-leitura” é muito rápida e logo está de volta pedindo outro livro.
            Numa dessas dinâmicas de leitura, já depois do terceiro ou quarto livro lido em menos de cinco minutos, eu fui firme com ele: - Você agora vai levar esse livro que se chama Bíblia Infantil. É um livro grosso e tem muita coisa para ler, terá que demorar bastante tempo.
            Não deu dois minutos, lá estava Samuel de volta com o livro, pedindo para trocá-lo, pois, segundo ele, já o havia lido “todinho”.
            Resolvida a desmascará-lo, interroguei: - Se é verdade que leu mesmo toda a Bíblia, então me diga o que aconteceu com São João? – De imediato ele me deu uma resposta precisa: - Ah, com São João, a coisa toda pegou fogo!
           Assim é o Samuel que hoje voltou pra sua casa, mais uma vez, dando um escândalo. Estou aqui morrendo de pena e de saudades. 

3 comentários:

AC disse...

Que história ternurenta, Ivana!
E o Samuel, para a deixar assim, deve ser mesmo uma gracinha de miúdo...
Que ele cresça bem e seja feliz, é o que se deseja.
beijo :)

Jeanne disse...

Querido menino,rsrs...
Eles são mesmo umas gracinhas,rsrsrs
E a gente se apega mesmo.
Beijos

Dira disse...

A criança é muito criativa, nossa...!!!!! vou te contar uma, de um filho de uma amiga: A professora fez uma dinâmica para descobrir o animal de estimação de cada um dos alunos(meninos de 5 a 6 anos). Chegou a vez de Pedrinho (nome fictício), ele disse que tinha um leaozinho de estimação. A profª mui admirada e já pressupondo que não existia esse leaozinho na casa de Pedrinho, entusiasmou a turma para ir a um passeio na casa do mesmo. A reação de nervosismo de Pedrinho ao ouvir essa proposta da Profª foi tão rápida qto a sua criatividade em correr para perto da profª e dizer: tia, só tem um problema.....- ela lhe perguntou qual era-... é que o leaozinho faleceu ontem e já foi enterrado. A profª imediatamente explicou a turma do tal falecimento e desmarcou a visita na casa de Pedrinho.
KKKKKKKK..... isso foi assunto divertido para a profª e a familia de Pedrinho.
Vc consegue perceber que mente fértil para criatividade essas crianças do presente século possuem, Ivana???!!!! Meu Deus!!!!!! eu fico perplexa.... mas elas estão aí, para nos desafiar todos os dias, e temos que ter o jogo de cintura bem flexível e inteligente para dominá-los.
É isso aí amiga, já não se faz mais crianças tão inocentes e bobinhas.
Grande bjo Vaninha.....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...