sexta-feira, 18 de março de 2011

A HORA DA COLHEITA


Neste momento a noite toma a sua forma nos contornos da mobília projetando sombras nas paredes. Um pensamento povoa a minha cabeça - Se houvesse um medidor de melancolia, diria que esta hora, ela encontra-se no cume. Principalmente para quem, como eu, já avançando quase os noventa anos, não é mais que uma coadjuvante das cenas intensas da vida.

 As gerações mais jovens, de netos, não alcançaram o auge da minha atuação como protagonista. Conhecera-me apenas como doce, meiga, frágil e as vezes impertinente avó.

Por sorte ainda consigo caminhar razoavelmente bem pela casa embora lá fora o corpo já não me permita mais tal desenvoltura. As calçadas, o trânsito agitado e os perigos da cidade grande reforçam a necessidade de me manter resguardada em meu refúgio.

Pelos corredores da casa os sorrisos, os momentos especiais, as imagens de festas e encontros da família seguem-me pendurados nas molduras fixadas nas paredes.

 Mas o verdadeiro túnel do tempo encontra-se na gaveta do guarda-roupa, no álbum de papelão grosso, com fotos em preto e branco, já amareladas, presas a pequenas cantoneiras e protegidas por um papel de seda. Sou capaz de ouvir os sons e sentir os cheiros que exalavam naqueles momentos das fotografias

Lá estou eu, cintura finíssima, no vestido de domingo, passeando de braços dados com as minhas melhores amigas. Tem uma a foto de close, que eu gosto, em que estou de costas para o espelho, mostrando bem o corte de meu cabelo tão na moda naquela época. O meu pai e a minha mãe ainda estão lá, pousando para o fotógrafo. Ela, linda, majestosa, muito arrumada, ostentando seu conjunto de colar e brincos de pérolas, sentada numa cadeira estilo colonial. O meu pai, de pé ao seu lado, exibindo um paletó impecável, chapéu na mão, cabelos penteados para trás fixos à base de brilhantina.

Passo horas conferindo nas Fotos a trajetória da minha vida. Volto-me para o espelho que me traz à realidade. Cá estou, a menina Aninha, que cresceu, amadureceu, produziu frutos e sobrevive hoje da colheita destes.

9 comentários:

Néia Lambert disse...

Ivana esse texto é como aqueles livros que de tão bons, a gente até torce para a história não acabar.

Beijos e bom final de semana.

Anônimo disse...

Muito linda! a vida nos revela a nossa própria identidade.Bjusss.

Suely de Farias Espínola

Ivana de Souza disse...

Muito interessante pra variar dona Ivana XD Arrasou neste post! Tem continuação?

Chimarrão disse...

Adorei Ivana!! É tua criação ou conto ouvido??? Se o primeiro, nada mais a dizer que parabéns!! Ainda vais acabar na ALB como mais uma imortal. Por enquanto continue na colheita dos dividendos dessa sua singular inteligência no tocar o teclado com seu coração e inteligência ao escolher a formação das palavras!! Grande abraço!!

PS: Como n sou tão criativo vou copiar: "tem continuação?"

OREMOS TODOS PELO JAPÃO!!

Acesse: www.blogdochimarrao.blogspot.com

Remédios disse...

Que lindo texto amiga! Me faz recordar o passado de minha meus avós que de forma tão serena souberam viver estes momentos de suas vidas.Um grande bj e parabéns amiga.É muito bom ler o que você escreve.

Ivana Maria disse...

Que bom que gostaram. Isso é o que importa para mim. Obg pelo carinho.

João Gilberto disse...

Esse texto mem fez lembrar o primeiro versículo co capítulo 12 do livro de Eclesiastes: "Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento"
Parabéns pelo texto muito bom mesmo.
Beijos

Marli Borges disse...

Olá Ivana!
Bravo, Bravíssimo! Um texto de primeira grandeza, irretocável.
Parabéns.
Bjsssssss

vovo cibernetica disse...

Gloria a Deus Acabei de conseguir .Ivana esse texto é de uma sabedoria invejavel ,nos faz lembrar os costumes antigos onde se dava mais valor as coisas. Achei belissimo o comentario do João Gilberto .Ele falou do verciculo da biblia que fala dos dias maus onde ñ temos mais prazer de viver.Onde tudo é canseira e enfado. Belissimo o seu texto Mais uma vez parabéns .

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...