quinta-feira, 24 de março de 2011

SEM POESIA


Dia cinza
Solidão revelada
Tarde úmida
Fina chuva
Vontade abandonada
Amanhã não desejado
Pressentimento confirmado
Nada foi capaz de alterar o fim
Roteiro da vida aforado
Desde cedo
A certeza de ser assim
De que valera plantar as rosas?
Expiam murchas no jardim
A vida se escreve em prosa
Poesia morreu em mim



4 comentários:

Jeanne disse...

Ivana, a poesia não morreu não, apenas ficou um pouquinho triste.
Acontece. A fé é algo a ser conquistado todo o dia, assim como a esperança. A vida é difícil para todos, cada um com a sua carga para carregar. tem dias que pesa mais, outros em que fica mais leve, e assim a gente vai indo e aprendendo sempre!
Beijos :)

Néia Lambert disse...

Pois é Ivana, tá vendo, até quando a poesia parece morrer, ela explode em versos como esses. Para quem tem uma alma de poeta, a dor é uma grande inspiração.

Beijos

Ivana Maria disse...

Pessoas lindas!!!!

nagaiver disse...

Dias assim são mais comuns do que queremos. E podemos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...