domingo, 17 de julho de 2011

A CAUSA INDEFINIDA DA MINHA TRISTEZA


Já estamos no mês de julho e eu venho ensaiando há algum tempo como retornar ao Blog. Apresentei a mim mesma uma série de justificativas para a minha ausência.

Nenhuma delas foi aceita.

Pergunto-me então porque não escrevi mais aqui? Será que perdi o gosto pelo meu Blog?

Confesso que o fato de me deparar com poucos comentários, depois de uma grande expectativa pela avaliação do meu trabalho, me desanima um pouco algumas vezes.

Todavia, repenso e concluo que, embora poucos, os seguidores que tenho são pessoas excelentes, a maioria deles escritores de Blogs que eu admiro e que realmente me honram quando comentam os meus textos.

Então, talvez não seja por isso.

Penso que a minha alma não venha se alimentando bem ultimamente e acredito ser essa verdadeiramente a causa da falta de motivação.

Vai ver que é isso!

Mas, de que mesmo se alimenta a minha alma?

Ah, isso eu sei. A minha alma se alimenta da leitura de bons livros que levam a reflexão sobre a existência humana; de filmes que me provoquem boas risadas ou me emocione às lágrimas ( o que não é nada difícil. Rsrsrs); de assistir ou ser protagonista de gestos solidários que justifiquem o lema, “Somos todos irmãos”; e, principalmente, a minha alma se alimenta de amor.

Observo, porém que, com exceção de um bom livro, que na ausência posso bem substituir por um bom texto da internet, o restante, na medida do possível, não tem me faltado.

Sendo assim, o que me provoca este estado de desmotivação?

Concluo ser algo espiritual.

Quando penso em espiritualidade inevitavelmente lembro-me de religião.

Nesses meus quarenta e seis anos de vida eu já percorri várias religiões e em cada uma delas encontro afinidades e antagonismos com as minhas ideias sobre espiritualidade. Assim, bebo um pouco da filosofia de cada uma delas e componho a minha particular que às vezes, confesso, é um pouco confusa.

Mas, prefiro uma dúvida aqui e ali à certeza absoluta das religiões. Procuro viver a minha religiosidade no dia a dia, em meus relacionamentos com as pessoas e nos critérios que estabeleço para buscar compreender os acontecimentos.

E por falar em acontecimentos, ultimamente tenho andado realmente decepcionada com a raça humana. Tenho evitado até de assistir televisão para não ver tanta violência. Pode ser essa a causa indefinida da minha tristeza.

 Por outro lado, acredito que, embora não na mesma quantidade, existem ainda pessoas muito boas no mundo. Deveria haver algum programa de televisão que mostrasse apenas essas coisas. Talvez não creiam que daria o mesmo ibope.

Em todo o caso, seja lá o que está acontecendo comigo, eis-me aqui de volta ao Blog. Espero continuar postando os meus textos, pelo menos nos finais de semana, que é quando tenho mais tempo para fazê-lo.

10 comentários:

Valéria disse...

Oi Ivana!
Você não está sozinha!
Acho que estes momentos de desmotivação ocorrem mesmo. Eu particularmente vez ou outra me sinto assim.E vem mesmo de dentro, é bem íntimo sem motivo aparente e que resvala para quase tudo mais. O que não podemos é que deixe nos dominar e procurar ir aos poucos recuperando o ânimo em pequenos passos, fazendo, no caso escrevendo coisinhas interessantes, rápidas que nos dê prazer. Estamos aqui do outro lado esperando para ler.rsss

Beijão e uma semana de paz!

AC disse...

Ivana,
Parece que esse desânimo é comum a todos os blogueiros ao fim de algum tempo. Há quem desista, há quem persista, há ainda aqueles que fazem um ajuste ao seu ritmo de postagens.
Espero que em si este fenómeno seja passageiro, pois gosto da sinceridade que imprime no respirar da sua escrita.

Beijo :)

Ivana Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sandra disse...

oi ivana!!!
não sei se lembra de mim, sou amiga de flaviana lembra??? faz muito tempo, mais adorei revê-la mesmo que só pela net, amei ler seus textos e espero que nunca desanime, pois agora vou ser sua seguidora e divulgadora pois ler ou escultar coisas boas está em extinção ultimamente. Bjssss
obs. Desculpe os erros não sou muito boa escrevendo.

Ivana Maria disse...

Ah Sandra! Claro que lembro de vc lindinha. Um beijo bem grande. tb adorei te encontrar. E obrigada pelas palavras de gentileza. bjs

vovocibernetica disse...

Ivana esta sua postagem parece que vc está escrevendo pra mim,pois eu não escrevi mais nada no meu blog pq não consigo postar como já lhe falei. Deu um problema q ñ consigo encontrar solução . Mas vc nem pensar em desistir seu blog é muito rico e tem muitos seguidares que te admiram .Eu sou uma delas com muito prazer . Bjs querida.

Célia Buarque disse...

Olá Ivana, boa tarde!

Eu tb andei sumida do meu blog e ao ler seu texto não posso deixar de fazer minhas as suas palavras. Parece que você sintetizou todos os meus sentimentos e, que coincidência, estamos sentindo a mesma coisa em relação a tudo o que você escreveu. Pensei até em trancar minha faculdade pq a desmotivação tem sido uma palavra frequente em minha vida, infelizmente!
Mas, mudei de ideia e me automotivei para poder continuar pq quando temos filhos eles são mais importantes do que nós e eu não posso passar este desinteresse tão generalizado para eles.
Levantei, sacudi e a poeira e só falta dar a volta por cima. Fica em paz e que Deus encha seu coração de esperanças. E o meu também. Amém!

Ivana Maria disse...

"Que Deus encha os nossos corações de esperança" como desejou a minha amiga Célia. Que consigamos contornar essas pedras.
Eu tenho esperança também de ajudar D. Águida a recuperar o seu Blog.
Um grande abraço e obrigada pela força de vocês.

Natalícia Alfradique disse...

Oi, Ivana
O seu nome é lindo, perfeito para Você!
Gosto do seu texto e me identifico muito com o mesmo.
Quanto ao Blog o seu questionamento faz parte de um processo. Desconheço alguém que tenha Blog e não passe por alguma "crise". Mas... Não são elas que nos move? Acredito que a reflexão gera novos rumos.
Um ótimo domingo pra você.
Beijos, Natalicia

Cenas do Cotidiano Ricardo Martins disse...

Olá Ivana, não conheço vc bem, ainda, mas sua sensibilidade é fantástica. falaste em amor, é realmente o amor é tudo, move tudo, alimentar a alma e o espirito faz muito bem, mas não se esqueça de vc, jovem inteligente e muito bonita, a Vida está ai, à porta!

Refletir é algo importante e poucos o conseguem com isenção, podes crer vc é um deles, auto conhecimento é primordial pra que nós possamos cuidar de nós mesmos. Foi um prazer! Saúde, sorte, sucesso e mt amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...