sábado, 21 de janeiro de 2012

BOIANDO

Sabe esses dias em que você não está bem?

Que vc se sente, (Desculpe os termos de baixo calão. Só pensei nesses): Que nem m... n’água?

O dia está lindo, mas você está fechada pra ele?

Sabe que o sol lá fora não espera lá fora e mesmo assim não consegue evitar o desperdício dele?

Estou assim hoje.

Aliás, por diversas vezes já me senti assim.

Não tenho vontade de sair e, ao mesmo tempo, não sair representa uma sensação de está perdendo algo.

Dizem que “a vida não é complicada, nós é quem a complicamos”.

Devo estar sendo um bom exemplo para esse ditado.

Vou tentar desembaralhar a minha mente.

Acho que a questão é: Tem muita coisa á ser arrumada ao mesmo tempo. Devo eleger prioridades, sei que esse é o único caminho.

Tenho assumido muitas responsabilidades, algumas que nem deveria.

O problema é: Ainda não aprendi a dizer não. Sofro as consequências disso. Atendo a todo mundo e fico sempre por ultimo, ou nem sobra nada para mim.

Eu sei que me realizo também atendendo as pessoas e dessa forma estou também fazendo bem a mim. Mas, devo ter cuidado para não deixar extrapolar o meu limite.

Isso é meio complexo.

Na verdade, acredito que  muitas vezes o dificuldade está em: Exigir muito de mim e da vida.

Por exemplo, agora mesmo estou lamentando não ter saído, não ter feito isso e aquilo... mas, estou aqui escrevendo, fazendo uma coisa que eu gosto... E isso é bom!

Começo a pensar que estar bem depende muito mais do foco que damos as coisas do que das próprias coisas.

Amanhã será um novo dia e promete ser maravilhoso.

Isso, certamente, dependerá muito de mim. Sou a ponte entre o que é e o que pode ser.




9 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga, isso, às vezes, acontece conosco. São aqueles dias quando nada preenche a nossa existência.
Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

Ivana Maria disse...

É isso mesmo. Dilmar, meu amigo, definiu perfeitamente. Um abraço.

José María Souza Costa disse...

Ivana, levante daí, ouça uma música, caminhe por uns minutos, não deixe jamais que o conforto do vazio, preencha a sua Alma.
Estou seguindo-te, pelo blogue.
Bom final de semana e Abraços

José María Souza Costa disse...

Retornei cá, para lembrar-lhe, que o seu blogue, é muitissimo importante para mim, e para o meu Espaço. Tenho por hábito, ler muitos e muitos blogues, cotidianamente.
Sempre, serás, importante ao http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Ivana Maria disse...

José Matia é mesmo um fofo. Um gentleman. Tem toda razão, meu querido, não devemos mesmo deixar "jamais que o conforto do vazio, preencha a nossa Alma". Beijo na sua alma.

Remédios disse...

Oi amiga linda!! LINDA SIM!! Por que? Porque você é humana,é ser pensante, tem sangue nas veias e dotada, como a boa poeta que é, de ansiedades, desejos e emoções...etc Se não fosse assim não teria graça viver... seria vc uma pessoa insuportável, passiva diante de si mesma e da vida. Sendo e se mostrando assim você é verdadeira...não deixa a vida passar por vc, mas você sim é que passa por ela deixando sua identidade, seu desejo, seu tesão... insatisfação, inquietude, as vezes é vida pulsando...Bjs em seu coração!

vovo cibernetica disse...

IVANA levante a cabeça isso acontece com todo ser humano,porque somos anciosos e as veses nos encontramos realmente vasios e insatisfeitos,mas voce tem nmuito potencial e por isso acumula tantos compromissos e fica
sufocada. Um grande abraço.

José María Souza Costa disse...

Passei cá, lendo o seu blogue
Felicidades.

CMEISAL disse...

Ai, que eu já estava era com saudades dessas duas: Remédios e Vovó Cibernética. É isso mesmo, minhas lindas, vocês têm toda razão e tb me conhecem de verdade. bjs
E você, José Maria, é mais uma dessas pessoas que temos a sorte de conhecer por aqui. bjs, querido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...