segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

SORTE - ENCONTREI A POESIA PERDIDA

A Minh ‘alma desencantada

Está em paz
Anestesiada
Já não sofre
Tampouco se alegra em nada
Não chora desilusões
Nem trama sonhos mais
Espera o amanhã
Sem atrever-se a tentar decifra-lo
Desconfia dos códigos gerados pelo passado
Deitada á margem da vida
Tenta o descanso
O remanso dos que enfrentaram tempestades
E aguardam a calma do mar
Para voltar a navegar

6 comentários:

Néia Lambert disse...

Linda poesia Ivana e a imagem é maravilhosa!

Beijos

Ivana Maria disse...

Obrigada Néia. A foto foi tirada no casamento da minha sobrinha, à beira-mar. Foi lindo. As fotos estão no Facebook, se vc conseguir ver... bjs

Célia Buarque disse...

Olá Ivana, linda poesia, passei aqui para lhe desejar Feliz Ano Novo um tanto atrasado, mas espero que realmente este seja um Feliz Ano Novo na nossa vida. Ando um tanto assim: "Deitada á margem da vida
Tento o descanso
O remanso dos que enfrentaram tempestades
E aguardam a calma do mar
Para voltar a navegar". Adorei.

Ivana Maria disse...

Nem é tarde, amiga Célia, para desejar Feliz Ano Novo. Obrigada. Tomara que seja um ano bem bom, mesmo, para todos nós. Que bom que se identificou com a poesia! bjs.

vovo cibernetica disse...

Ivana parabens por mais uma postagem, muito linda essa poesia. bem no seu estilo. Amei.Estou com saudade dos seus seus comentarios. Um cheiro.

NECCO MALLMANN disse...

OLÁ IVANA!! PRAZER!! POIS É, O MAR AGITADO É CRUEL!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...