sábado, 24 de março de 2012

OS MUNDOS



Tem vezes que olho o mundo feito por Deus e admiro.
Vejo as águas dos rios, dos mares e lagoas;
Vejo as árvores, folhas, flores e frutos.
Plantinhas rasteiras e outras que sobem em outras;
Vejo os animais,
Cores, sons, cheiros e sabores.
Eu sinto prazer e paz no que vejo

Tem vezes que olho o mundo feito pelo homem e me envergonho.
Vejo o orgulho, a ganância, o egoísmo;
Vejo as guerras por terras e riquezas;
O abandono e a violência contra inocentes;
Vejo os bichos.
Sangue, fome, dor e sombras;
Eu sinto medo e tristeza no que vejo.
(@prof_lucena)

3 comentários:

AC disse...

Ivana,
O homem não é perfeito, longe disso, por isso carece de referências. Equilíbrio é a palavra chave, mas alcançá-lo já é uma questão que ultrapassa o âmbito dum simples comentário.

Beijo :)

Néia Lambert disse...

A obra de Deus é mesmo perfeita, são os homens mudam tudo ao seu bel prazer.

Beijos

Graça Pereira disse...

É minha querida: é de facto um mundo com duas faces, embora a moeda seja a mesma.
Beijo
Graça

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...